PT joga xadrez

Quando um representante do governo apareceu no senado na última hora com uma carta assinada pelo presidente prometendo que 100% da CPMF seria destinada à saúde, deu a impressão de que se tratava de um último gesto desesperado, mas talvez não seja bem assim. A primeira coisa que se nota é justamente isso, foi um gesto de última hora, deixando claro que destinar toda arrecadação da CPMF para a saúde não era algo que o presidente queria fazer. A segunda coisa a se notar é que o governo queria muito a prorrogação. Surge então a pergunta, para quê insistir num imposto de cuja arrecadação o governo não poderia dispor à vontade?
A intenção era colocar a oposição numa posição de xeque-mate: ou aprovam o imposto ou a sociedade dirá que a oposição prejudica o país. Foi uma jogada de xadrez. É pouco provável que o ardil tenha sido idealizado pelo rude metalúrgico, não que ele seja incapaz de elaborar tais artimanhas, muito pelo contrário, mas o truque é típico de pessoas que receberam treinamento em táticas de guerrilha política (quiçá em Cuba). De qualquer maneira vê-se que os petistas sabem jogar xadrez, e é no xadrez que deveriam estar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: