Como identificar um comunista (o shibboleth do proletariado)

Comunistas existem ainda, sim. Após a queda da União Soviética, os comunistas sabiam que esse fato seria usado para questionar sua existência anacrônica, por isso mudaram de nome para continuar a existir, agora chamam-se de socialistas [1]. Entretanto foi apenas a denominação que mudou, o comportamento e os objetivos permanecem. Assim, em geral, é fácil identificá-los principalmente pela maneira de falar:

1) Têm a mania infantilóide de chamarem-se entre si de “companheiro”, “camarada” ou similar (acreditam que o uso desses vocativos acaba com as diferenças sociais);

2) Referem-se aos que discordam deles como “direita raivosa”, “fascista”, “neoliberal” (como se isso fosse um xingamento) ou similar;

3) Sempre incluem em suas frases e textos pelo menos uma das seguintes palavras e expressões: burguesia, burguês, pequeno-burguês, camponês, campesino, proletariado, proletário, as elites (que acreditam escreve-se “a zelite”), coletividade, mais-valia, classe trabalhadora, luta de classes, os excluídos, revolução, levante, mobilização, militância, sociedade capitalista, socialismo científico, meios de produção, desigualdade social, classe dominante, classe exploradora, classes sociais, setores reacionários, sublevação popular, enésima internacional socialista (repare na tônica belicosa da maioria dos têrmos);

4) Gostam de slogans do tipo: “xxx do mundo, uni-vos”, “xxx unidos, jamais serão vencidos”;

5) Freqüentemente citam Marx, Engels, Hegel, Gramsci, Florestan, Chomsky, os mais exaltados até Lenin e Trotsky.

6) Lêem e citam o ‘Le Monde Diplomatique’ mas adorariam mesmo saber russo para ler o ‘Pravda‘.

7) Adoram bandeiras vermelhas:

União Soviética - a mãe de todas
União Soviética
China
China
Albania
Albania
Vietnam
Vietnam
PT
PT
PCdoB
PCdoB
PSTU
PSTU
MST
MST

Existem basicamente quatro tipos diferentes de comunistas:

I) Membro da plebe, da massa ignara. Constitui a massa de manobra para invasões de terras, levantes, piquetes, badernas. É aquele que apanha da polícia e leva chumbo, servindo assim de mártir para incitar o ódio nos outros membros. É apenas manipulado pelos tipos II, III e IV. Não entende bem as palavras dos que fazem discursos mas gosta das promessas que fazem. Em caso de vitória de sua revolução continuarão pobres camponeses como sempre. Exemplos típicos: os integrantes do MST.

II) O tipo “capataz” que não tem a ingenuidade dos tolos tipo I, nem a cultura dos intelectualóides do tipo III, nem a inteligência dos malandros tipo IV. Sabe das sujeiras e apenas espera recompensa por sua fidelidade canina. Age como intermediário entre os dirigentes (do tipo IV) e a massa de manobra (do tipo I). Em caso de vitória de sua revolução será tipicamente recompensado com cargos em ministérios obscuros ou como chefe da polícia secreta. Exemplos típicos: José Rainha, João Pedro Stédile, Che Guevara.

III) O ingênuo intectualóide (geralmente artistas e filósofos) que, honestamente, acredita na bobagens de Marx. É um tolo, facilmente manipulável por indivíduos mais espertos (do tipo IV) e por discursos pseudo-acadêmicos. É utilizado para inspirar, incentivar e servir de exemplo para os do tipo I. Em caso de vitória de sua revolução será tipicamente recompensado com cargos em ministérios inócuos (da Cultura, por exemplo). Exemplos típicos: Letícia Sabatella, Chico Buarque, Gilberto Gil.

IV) O espertalhão que se utiliza de parvos (do tipo I), de leões-de-chácara (do tipo II) e de tolos (do tipo III) para conseguir o poder, e caso o consiga, será ditator vitalício, membro perpétuo do politburo e comerá caviar russo e fumará charutos cubanos pelo resto da vida. E quando ficar doente não irá para os hospitais do povo morrer nas filas do SUS pelo descaso e a incompetência mas irá correndo, ou melhor voando [2], para o Sírio-Libanês.
Exemplos típicos: Fidel Castro, José Dirceu.
(Aliás, aqui temos a resposta à clássica pergunta: se Dirceu gosta tanto de Cuba por que não se muda para lá? Resposta: porque Cuba já tem Fidel; Dirceu não poderia ser el comandante por lá).

Os quatro tipos também têm maneiras diferentes de falar. A elite comunista, mais acadêmica, formada pelos tipos III e IV, pode incluir em seu discurso palavras como “establishment”, “revolution von Oben”, “sans-cullotes”, enquanto que o famoso “a zelite” é mais comum entre a classe dos “peões do front”, dos tipos I e II.

Sugiro duas experiências para comprovar o que eu disse acima:

a) Faça uma busca pelo Google utilizando as palavras indicadas no item 3 acima.

b) Entre num acampamento do MST e grite: “Viva Groucho Marx!!”





Notas

[1] – Na verdade, como afirmam os próprios comunistas, o socialismo é um estágio que antecede o comunismo.

[2]
Genoino é transferido para o Sírio-Libanês, em São Paulo
Hipocrisia contra Lula
Lula é internado no Sírio-Libanês com infecção pulmonar
Boletim médico – Vice-presidente José Alencar
Boletim Médico – Governador do Sergipe Marcelo Déda Chagas




2 respostas para Como identificar um comunista (o shibboleth do proletariado)

    • Tyrannosaurus disse:

      Os comentários aqui publicados ficarão expostos provavelmente por muito tempo e são uma boa oportunidade para as pessoas exporem suas idéias e opiniões e demonstrarem sua capacidade de articulação e argumentação.
      Podemos presumir então que aquilo ali foi o seu melhor.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: