Alma e Vida após a Morte

Este artigo procura analisar de maneira resumida a natureza/existência da alma e a possibilidade de “vida” após a morte.

Antes de conjeturar a existência da alma e o que acontece com alguém após a morte, se faz necessário definir e investigar conceitos e entidades que são essenciais em tal análise, como consciência, vida, alma.

A Consciência

A consciência [1] é uma qualidade da mente que inclui capacidades como subjetividade, auto-consciência e a habilidade de perceber a relação entre si próprio e o ambiente. Com a consciência temos o poder de perceber a existência do mundo e a nossa própria existência como indivíduos.

Para efeito deste artigo consciência e auto-consciência serão tratadas como algo unitário.

Pesquisas a respeito da consciência revelaram duas importantes descobertas:

– alguns animais aparentam possuir auto-consciência; [2]

– crianças pequenas (menores que 15-20 meses) não aparentam possuir auto-consciência; [3]

Esses resultados levam à conclusão de que a auto-consciência surge / se desenvolve conforme o cérebro aumenta em complexidade, ou seja, o cérebro adquire auto-consciência quando ultrapassa um limiar na complexidade das conexões nervosas e do aprendizado e, portanto, a auto-consciência é uma função cerebral. Assim, a consciência é um estado que surge (acontece) quando existem condições para isso. Como analogia podemos compará-la a um motor em funcionamento: trabalho, rotação, força, torque acontecem quando o motor funciona; estas cessam quando deixam de existir condições para o funcionamento do motor (término do combustível, defeito mecânico, etc). Sendo assim, não cabe a pergunta “para onde vão as rotações do motor quando ele pára?”, pois elas não vão, elas simplesmente cessam, deixam de existir. Similarmente, algum dano cerebral pode fazer com que deixem de existir condições para o acontecimento da consciência. Durante o sono ou o coma reversível, a consciência cessa de maneira controlada, ela pode voltar quando houver condições para isso.
Essa conclusão vai contra teorias[4], baseadas em depoimentos de experiências de quase-morte, que supõem que a consciência é exterior ao corpo e portanto sobreviveria à morte. Se a auto-consciência é uma função cerebral, isso significa que deixará de existir quando ocorrer a morte. As conseqüências desta conclusão são importantes na análise quanto à possibilidade de “vida” após a morte. (A título de curiosidade, uma das conseqüências desta conclusão é a previsão de que a auto-consciência poderá surgir / se desenvolver num cérebro artificial[5]).

O Que Caracteriza o Eu

O que sou eu? Ou seja, o que define “eu” de tal maneira que se algo se modificar eu não seja mais reconhecível aos que me conhecem ou a mim mesmo?
Algumas filosofias afirmam que “nós não somos este corpo”, isto porém não pode ser verdade: a primeira coisa que somos é justamente este corpo. O que eu sou é primeiramente determinado pelo meu DNA, formado por genes de antepassados, em segundo lugar o local, a época e a sociedade onde nasci e cresci. São conseqüências do meu genótipo a minha aparência, meus gostos, minha maneira de pensar.

Em resumo eu sou:

a) Corpo

Construído de acordo com meu DNA, me confere a aparência que tenho. Se tivesse outra aparência teria uma personalidade diferente. Tanto é assim que se um acidente altera o rosto de uma pessoa ela normalmente deve fazer psicoterapia para evitar uma perda de identidade.

b) Memória

Na memória estão minhas experiências pessoais, tudo que vi e aprendi sobre tudo. A história da minha vida também me fez como sou. Se por doença ou senilidade eu perdesse a memória deixaria de ser quem sou, seria um estranho para os que me conhecem.

c) Consciência

Meu DNA e minhas experiências de vida formam minha personalidade e minha individualidade percebidas pela minha auto-consciência. Sem consciência eu seria apenas um vegetal. O “eu” é minha própria consciência. A personalidade também é afetada, e até certo ponto determinada, por substâncias químicas presentes no cérebro, hormônios como o estrogênio e a testosterona, demonstrando que a personalidade é produto do DNA, do corpo, do meio-ambiente. Os sentimentos podem ser gerados e controlados também por substâncias químicas. Pensamentos, raciocínio, sentimentos existem somente enquanto existe a consciência e o cérebro. Toda a atividade mental, enfim, depende da existência de um corpo.

A Alma

Não existe unanimidade no entendimento do que seria alma, de maneira geral existem dois pensamentos:

I) alma seria aquilo que dá vida (anima) à matéria (corpo) – Animus;

II) alma seria algo que se julga continuar vivo após a morte do corpo – Espírito;

Mais adiante serão analisadas as duas hipóteses.

Vida

A vida é normalmente definida como o “fenômeno que anima a matéria”.
Considerando-se que duas células vivas dos pais se juntam para formar uma nova célula também viva, é quase forçoso supor a vida como algo que é transmitido, algo que vem junto com os gametas dos pais. Numa analogia, vida é como a chama que passa de uma vela para outra. Se assim é, vida não é algo que vem de fora e “entra num corpo”. E na morte, a vida, presente em um determinado ser, se extingue. Dessa maneira, não cabe a pergunta “para onde vai a vida”, pois ela simplesmente se extingue, deixa de existir. [6]
Portanto se alma existe, ela não é aquilo que nos dá vida (hipótese I acima).

Vida após a Morte

Quando eu morrer meu corpo será destruído, nenhuma dúvida quanto a isso. Se parte do que sou desaparece isso significa que na eventualidade de existência de algo após a morte eu não serei eu integralmente.
A memória, embora ainda não se conheça seu completo funcionamento, é uma função cerebral, nesse caso também será destruída com a destruição do cérebro.
A consciência, conforme visto acima, também desaparecerá com a morte, e portanto também desaparecem pensamentos, raciocínio, sentimentos.
O desaparecimento do corpo, da memória e da consciência significa o desaparecimento do “eu”. Nada do que compõe o “eu” restará. Neste caso, sendo a alma, por definição, algo que resta após a morte, seja lá o que ela for, não será eu (hipótese II acima).

Conclusão

Alma não é vida, o que anima a matéria; não é a consciência; nem raciocínio, pensamento, sentimentos, personalidade. Não se identifica nada que pudesse se chamar de alma [7]. Ou tal coisa não existe ou, se existe, esta não sou eu, pois como foi visto, eu sou minha consciência e meu corpo.
Não se pode afirmar, até o momento, que não existe nada após a morte, porém tudo indica que é esse o caso. Mas é fato que, mesmo que exista algo após a morte, sem a consciência não há a individualidade e nem existência. Se o “eu” não existir, é o fim de tudo, ao menos para o “eu”. Portanto, para todos os efeitos, a morte é o fim.




Diagrama da Argumentação

O argumento é bem simples e o diagrama abaixo mostra isso. Optei por colocá-lo aqui para estimular os que discordam dele a rebatê-lo como se deve, com argumentos racionais e lógicos, o que pode ser feito de duas maneiras:

1) Demonstrando que a conclusão não decorre logicamente das premissas.

ou

2) Demonstrando que pelo menos uma das premissas é falsa.

Citar livros “sagrados” não faz nenhuma das duas coisas e portanto é irrelevante.
[27/03/2013]


Consciencia_Vida_apos_a_Morte_3




Notas

[1] – Sobre a consciência:

Wikipedia (em português)
Wikipedia (em inglês)
A simple theory of consciousness

[2] – Experiências sobre consciência em animais:

Psychology 391D: Scientific Studies of Consciousness
Animal Minds
Animal Consciousness
Consciousness in Animals and People with Autism
Animal Consciousness (Stanford Encyclopedia of Philosophy)

[3] – Experiências sobre consciência em crianças:

Perceiving You Perceiving Me:
Self-Conscious Emotions and Gestalt Therapy

Self-conscious behavior of infants: A videotape study
I’m Embarassed!
Self Development and Self-Conscious Emotions
Pesquisa Google

[4] – A consciência e os experimentos de quase-morte:

Pesquisa Google

[5] – Sobre Inteligência Artificial

Haikonen’s cognitive architecture
“Robôs terão inteligência humana em alguns anos”
“Cientistas criticam proposta de direitos para robôs”
Pesquisa Google

[6] – Sobre o início e o fim da vida

Quando começa e quando termina a vida?
Miller-Urey experiment
The Miller/Urey Experiment
The Origin of Life
Pesquisa Google sobre “Miller Urey experiment”

[7] – A utilização do termo “alma” com o mesmo significado de vida (spiritus / πνεύμα / βιος) ou com o mesmo significado de mente/consciência (anima / ψυχή / nous) é desnecessária e só aumenta a confusão.
Quem quiser desenrolar o spaghetti dos termos pertinentes ao assunto pode começar por aqui: soul, spirit, mind, anima, νούς, πνεύμα, ψυχή, psyche, glossary of stoic terms.



Leitura Complementar

Eu me vi lá de cima – Cientistas mostram que estimulação elétrica do cérebro cria experiência extra-corporal (Instituto Ciência Hoje)
“Tudo o que acredita sobre a ‘alma’ está errado” (Portal Ateu)
The soul? It may all be in your mind (The Boston Globe)
O fim da consciência (Portal Ateu)
Never Say Die: Why We Can’t Imagine Death (Scientific American)
Curso Aberto da Universidade de Yale: Death – with Professor Shelly Kagan (Yale University) [Adicionado em 13/12/2012]
Thinking Clearly About Death (Jay Rosenberg). (Google Books) [Adicionado em 14/12/2012]
Alma (Voltaire) (Ateus.net) [Adicionado em 12/06/2013]


“Não há nada que conduza à verdade. Temos que navegar por mares sem roteiros para encontrá-la”J. Krishnamurti

88 respostas para Alma e Vida após a Morte

  1. Marco Ferreira disse:

    tenho apenas 14 anos e sou de portugal, o que vos posso dizer acerca do tema e que ja vi, conheço e estou diariamente em contacto (toda a gente esta…) com este “assunto”. reparem como e que um sego que nunca viu um aviao, se lhe derem um papel ele consegue desenhar? (durante uma das 4 fases do sono o espirito e libertado do corpo, embora esteja sempre ligado a ele…) Atençao no plano espiritual, tudo o que nao e material, plano da alma, nos, espiritos desercannados do nosso corpo, sentimos, cheiramos, ouvimos… tudo… por essa razao e que muitas pessoas quando morrem ainda nao perceberam que estao mortas….., um sitio onde podem aprender emenso sobre isto e nos centros espiritas, porque nao…..

    Ao longo das vossas vidas de certeza que ja tiveram dezenas de exemplos… Bem como dizia alguem: o pior cego e o que nao quer ver ou burro e aquela que nunca muda.. pensem nisto
    😉

  2. estefanypollyanna disse:

    bom eu estou começando a sonhar com gente morta mas nao sei o por que e tambem nao sei o que isso significa.
    sera que alguem pode me ajudar?

    =========================================
    Nota:
    (Nome editado para preservar email)

    • Tyrannosaurus disse:

      Olá Estefany

      A melhor pessoa para te ajudar é um profissional da área de psicologia.

    • Marco disse:

      se voce realmente quiser ajuda o melhor que tem a fazer e nao procurar muito sobre este tema na internet pois esta tem muita coisa errado, no entanto, alem do profissional da area, deveria procurar uma casa espirita em que nao tivesse de pagar claro, pois neste caso estaria a apoiar, de certa forma, algo que esta incorrecto, mas acho que nao custa tentar e por muito que o Tyrannosaurus nao acredite, ele nao ira lhe fechar esta porta que dá evidencias de ajuda..

  3. Roberto disse:

    Assim como o espectro eletro magnetico possue varios comprimentos de ondas onde nos pobre mortais conseguimos captar o visivel….Trabalho com imagens de satelites e utilizo o Infra vermelho Proximo comprimento de onda ideal para mapear vegetação Arborea…..Onde quero chegar…..Existem estudos ainda não conclusivos que a apos a morte existe uma liberação forte de energia não captada por nenhum aparelho existente…isso e segredo…e o mais cinetifico que posso informar.
    Desculpe os errso de portugues mais estou aprendendo…a lingua agora…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: