Rachel Sheherazade e seu Desbatismo

Rachel Sheherazade 02a

Há algumas semanas a jornalista Rachel Sheherazade publicou em seu blog um post criticando o protesto planejado por um grupo de ateus que deveria ocorrer durante a visita do Papa.

Rachel ficou conhecida por suas opiniões polêmicas e pela maneira corajosa como as expõe e essa foi justamente uma das razões pelas quais foi contratada pelo SBT.

Em seu texto, em defesa dos princípios cristãos, Rachel fez algumas afirmações que, na minha opinião, não são totalmente verdadeiras e achei por bem questioná-las num comentário que esperava fosse publicado, e devidamente respondido, na página do seu texto, independentemente de concordar ou não com o tal protesto de ateus – como acontece no meu blog: publico textos, leitores comentam, criticam, elogiam, e eu respondo aos comentários.
No dia seguinte meu comentário ainda não havia sido publicado.
“Bem, meu comentário pode ter sido deletado devido a algum defeito do sistema. Vou enviá-lo novamente”, pensei.

Dias depois, nada.

“Bem… Rachel deve ter pouco tempo para isso, tem seus compromissos, quem sabe esperando alguns dias…”.
Retornei semanas depois para constatar que comentários postados após o meu foram publicados e o meu não.

Ter meus comentários deletados em blogs de crentes, os quais não mencionarei aqui, não é novidade para mim, pelo contrário. Fui censurado nos blogs crentes até em casos em que meus comentários não tratavam de religião. Aparentemente nesses blogs qualquer comentário que não contenha expressões como “deus seja louvado”, “aleluia, irmão”, “sangue de Jesus tem poder” é automaticamente deletado.

Não posso acusar a jornalista de censura pois meu comentário pode ter sido, de fato, deletado automaticamente pelo sistema por conter links, HTML tags ou por ser muito longo, mas a suspeita existe. De qualquer maneira, visto que o comentário não foi publicado por uma razão ou por outra, a solução foi colocá-lo aqui mesmo. Se Rachel quiser exercer aqui seu direito de resposta e confirmar que não fui censurado posso garantir que seu comentário não será deletado nem pelo WordPress, que aceita textos longos, com links e HTML tags, e nem por mim, como atestam as centenas de comentários, facilmente encontráveis por todo meu blog, de pessoas que discordam de mim. Foram pouquíssimos os comentários deletados por mim e o foram apenas porque continham nada mais que xingamentos, e eu sempre parto do princípio que as pessoas vêm aqui para ler e participar de boas argumentações e não para ler palavrões.

Segue abaixo o meu comentário não-publicado em resposta ao texto Desbatismo de Rachel Sheherezade.


Olá Rachel,

Alguns comentários, se você me permite.

“Esquecem que o cristianismo é, antes de tudo, uma escolha – pessoal e racional, o exercício do livre arbítrio.”

O batismo e as instruções religiosas ministradas a crianças não são escolha pessoal e exercício de livre arbítrio dessas crianças. São impostos a elas. E uma vez que tenham crescido num ambiente religioso dificilmente se afastarão dele quando adultas. Por isso trata-se de uma “imposição religiosa”. Os religiosos sabem muito bem disso por isso não abrem mão do batismo e do ensino religioso imposto a crianças.

“Desconhecem que até mesmo o batismo católico de crianças precisa ser confirmado na idade da razão.”

Isso é verdade. Cresci numa família católica e nunca ouvi falar nisso. Desconheço totalmente… a menos que você esteja falando do crisma. Essa cerimônia é realizada quando o jovem tem 14-15 anos – longe de ser considerada “idade da razão”. Eu fui crismado contra a minha vontade. Não posso dizer que fui batizado contra a minha vontade porque um recém-nascido nem vontade tem ainda, mas eu, hoje, preferia não ter sido, então não foi escolha minha.

“Esquecem, também, que a intolerância religiosa é inadmissível neste país que garante a liberdade de culto e a inviolabilidade da crença.”

Aparentemente você está vendo discordância como agressão. Expressar sua opinião não constitui intolerância religiosa, como você mesma disse na entrevista citada acima. Você gosta de expressar suas opiniões, frequentemente polêmicas, com total liberdade. E com algumas delas eu até concordo! Por exemplo, quando você defende a liberdade de expressão de Marcos Feliciano, pois defendo liberdade de expressão para todos. Os “pobres ateus” também têm esse direito, não?

“Pobres ateus! Incomodados pela fé […]”

Não. Incomodados não pela fé, mas com a imposição de cerimônias, festividades, frases em dinheiro, símbolos religiosos em locais públicos, etc. Já imaginou quantos pais cristãos não protestariam porque a professora umbandista colocou uma estatueta de Exu na parede da sala de aula de seus filhos onde normalmente haveria uma cruz?

“[…] protestando contra algo que não acreditam […]”

Não. Protestando por terem seus direitos violados, ou ignorados, por um Estado parcial que deveria ser laico e imparcial (como você mesma afirma no vídeo citado acima).
Se estivessem protestando contra algo que não acreditam também estariam protestando contra astrólogos, quiromantes, etc. (Só não me pergunte por que também não protestam durante a Marcha para Jesus dos evangélicos, isso não sei.)

“[…] tentando, em vão, apartar o homem de deus […]”

Não. Religião, como você disse, deveria ser escolha própria e assunto de foro íntimo, para ser exercido na intimidade do seu lar. Se as pessoas ficassem rezando no aconchego dos seus lares nenhum ateu iria invadir sua casa para incomodá-las. Mas levar isso para as ruas é fazer uma imposição a todos. Assim como fizeram os participantes dos recentes protestos que desrespeitaram os direitos dos outros ao atrapalhar o trânsito e ao destruir propriedade pública e privada.

“Eles não sabem o que dizem!”

Isso é algo difícil de se estabelecer. Você sabe o que diz? As afirmações que faz são fundamentadas em provas ou, ao menos, em argumentos lógicos? Logo abaixo, por exemplo, vemos uma afirmação sem provas…

“Irônico é que sem Deus, não haveriam católicos, nem judeus, nem islâmicos, nem agnósticos… nem mesmo ateus.”

Essa é uma afirmação que precisa ser provada.

abraço

 


Qualquer eventual anúncio publicitário que apareça nesta página terá sido colocado pelo WordPress e não por mim. Eu não indico ou recomendo qualquer produto, serviço ou site pago.


Antes de comentar leia nossa Política de Comentários.


 

7 respostas para Rachel Sheherazade e seu Desbatismo

  1. Lia lorenzi disse:

    Perfeita linha de raciocínio! Parabéns!

  2. Isabela Natali disse:

    Não tenho nada contra a Sheherazade, ao contrário concordo sim com algumas coisas que ela fala. Ela só está aproveitando o espaço dado pelo sbt para falar aquilo que pensa. Muitos de nós também gostaríamos desde espaço para também expressarmos nossas indignações e afins, e como não temos, usamos as redes sociais e blogs como você fez no caso para demonstrar seu ponto de vista o que tbm é muito válido, ela simplesmente usa a tv que é seu meio de trabalho. Não estou querendo forçar ninguém a aceitar as críticas e opiniões de ninguém, ao contrário devemos debater sim, de forma saudável e se respeitando pra que todos um dia talvez chegar a um acordo em comum! Parabéns pela coragem de criar um blog para falar o que pensa tomara que muitos tbm façam isso. Nem todos vão concordar e isso já sabemos, mas mesmo assim devemos falar o que pensamos ou ficaremos a mercê de sermos manipulados com facilidade! Mais uma vez parabéns pela coragem de demonstrar sua opinião e boa noite!

    • Tyrannosaurus disse:

      Olá Isabela

      Quem me dera ter um espaço na TV como ela. Enfim vou me virando com o que tenho. Infelizmente Rachel não parece muito disposta a participar de debates e, pelo visto, também parece querer liberdade de expressão apenas para alguns.

      Obrigado pelo apoio e um abraço.

  3. Lica castro disse:

    Não gostei da foto. Vocês não respeitam as pessoas. Só querem ibope.

    • Tyrannosaurus disse:

      Olá Lica

      Pois é, graças a essa foto o “Ibope” do meu blog está mais alto que o da Rede Globo e hoje eu sou mega-ultra-milionário! Mwaahhahaha!

      Dar sua opinião não é falta de respeito. Dar sua opinião é exatamente o que você está fazendo aqui. Você sabe o que é liberdade de expressão, não? Já ouviu falar? Vagamente? É algo que eu estou lhe dando aqui mas que nem todos lhe darão.

  4. DILMA FIOZZA disse:

    Calma “crianças”, não precisam brigar. Olha o stress. Afinal, aqui tem espaço pra todas as linhas de raciocínio, rsrsrs…Realmente a nossa querida Raquei, as vezes, faz uns cometários meio “sem muito a haver”, como o que fez sobre o carnaval, algum tempo atrás. Porém, penso que está melhorando a cada dia. Trata-se de uma joia que, ainda, está sendo lapidada.
    Parabéns aê pelo blog.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: